Como Praticar o Naturismo em sua Família


Pastagem ordinal no Equipe wikiHow
A nudez em família é um assunto muitas vezes sensível por conta de valores culturais, mas é algo saudável. Na verdade, tratar a nudez como natural e normal pode fazer com que seus filhos desenvolvam uma imagem corporal saudável e evitem práticas pouco saudáveis na vida adulta. Entretanto, é importante praticar a nudez em família com segurança, ensinando seus filhos, definindo limites e lidando com problemas em potencial. Vamos lá?

  1. 1
    Ensine seus filhos que a nudez é algo natural e que não tem a ver com sexo. Dependendo da cultura na qual você cresceu, é normal pensar na nudez como algo sexual. Apesar disso, trata-se do nosso estado mais natural. Quando estiver nu na presença dos seus filhos, trate essa situação como normal e natural. Encoraje-os a aceitar a nudez como uma parte como qualquer outra da vida.[1]
    • A nudez não deve desencadear nenhuma atração sexual. Mantenha o sexo e a nudez separadas em sua família, de forma que ficar nu seja algo saudável.
    Aviso: É melhor introduzir o conceito da nudez familiar quando seus filhos forem pequenos. Se tem filhos mais velhos, pratique a nudez longe deles, a menos que eles se sintam confortáveis com isso.
  2. 2
    Pratique a nudez de sexo oposto desde cedo. Um dos maiores desafios da nudez familiar é lidar com as diferenças entre os gêneros. As crianças podem ter muitas dúvidas, e nem todos podem ficar confortáveis com sua decisão. Introduza a nudez de sexo oposto aos seus filhos o quanto antes. Ensine sobre as diferenças entre os corpos e explique quais comportamentos são seguros e apropriados.[2]
    • Tire as dúvidas dos seus filhos quanto às diferenças nos corpos entre os membros da família, como sobre genitália e pelos corporais. Por exemplo: "Eu tenho mais pelos do que você porque sou adulto. Um dia você terá também" ou "Você tem um pênis e sua irmã uma vagina, então vocês são diferentes nas partes íntimas".
    • Explique o que é aceitável e o que não é com relação aos toques. Por exemplo: "Ninguém tem o direito de encostar em você de forma que o deixe desconfortável, e ninguém deve encostar nas suas partes íntimas."
    • Não há nada de errado nos filhos verem os pais nus, se a situação não for sexual e se a criança estiver confortável.
  3. 3
    Tente criar uma imagem corporal saudável. Um dos melhores benefícios da nudez familiar é a construção de uma autoimagem saudável. Quando for ficar nu na presença dos seus filhos, aja de forma confortável e com orgulho do seu corpo. Evite criticar seu corpo na frente dos pequenos.[3]
    • Em vez de dizer algo como "Queria acabar com os meus pneuzinhos", diga "Sou grata pelo meu corpo ter trazido meus filhos ao mundo".
  4. 4
    Evite expressar sua sexualidade em um ambiente familiar. Por mais que a sexualidade seja normal e saudável, ela deve ser reservada para momentos particulares com seu parceiro ou parceira, ou seus filhos ficarão confusos quanto ao que podem ou não fazer. Caso fique excitado, cubra-se e retire-se do local. Também evite toques sexuais com sua parceira na presença dos filhos.[4]
    • Por exemplo, nada de mexer nos seios ou nos genitais da sua parceira na presença dos seus filhos, nem de brincadeira, ou os pequenos vão entender que podem fazer isso também.
  5. 5
    Explique que existem diferentes normas culturais no que diz respeito à nudez. Cada cultura tem seus calores próprios: por exemplo, as culturas europeias são mais abertas com a nudez pública e familiar, mas também existem outras culturas que não permitem tais interações. Não há nada de errado em ter valores culturas diferentes ou questionar os seus valores, mas é importante conversar com seus filhos para que eles entendam que talvez não recebam a mesma criação que os amiguinhos.[5]
    • Por exemplo: "Na nossa família, gostamos de nos aproximar da natureza e celebramos nossos corpos. Por isso, ficamos confortáveis sem roupa dentro de nossa casa. Alguns dos seus amigos podem achar isso estranho, pois eles têm valores familiares diferentes."

Método 2 de 3:
Definindo limites e regras

  1. 1
    Cuide da higiene ao ficar nu. É importante prestar mais atenção à limpeza quando se vai ficar sem roupa em casa, ou sua família pode transferir acidentalmente corrimentos vaginais ou fezes para o piso ou para as mobílias, principalmente as crianças. É importante que todos tomem banhos com frequência e se limpem bem após usar o banheiro. É uma boa ideia também ter uma toalhinha para forrar os assentos dos sofás e das cadeiras.[6]
    • Os lenços umedecidos são bastante úteis para se manter as partes íntimas limpas.
  2. 2
    Deixe que cada familiar decida o que o deixa confortável ou não. Você provavelmente quer praticar a nudez em família por conta dos benefícios, mas é possível que nem todos os seus familiares concordem com sua visão. Permita que eles decidam o que preferem e trabalhem juntos para honrar os desejos de cada um.[7]
    • Por exemplo, sua parceira pode concordar em ficar apenas em roupas íntimas, mas não completamente nua. Da mesma forma, seus filhos podem preferir ficar nus apenas na presença de familiares do mesmo sexo biológico.
  3. 3
    Respeite os limites dos outros familiares acerca da nudez. Depois de definirem o que cada um considera confortável, discutam os limites juntos, como uma família. Quando seus filhos crescerem, revejam os limites para adequá-los a cada momento da criação deles.[8]
    • Por exemplo, caso seu filho diga que não quer que você fique nu na presença dele, respeite os desejos dele. O mesmo pode acontecer caso seu filho não queira tomar banho na presença de mais alguém.
  4. 4
    Definam regras para quando a nudez vai ser apropriada. Por mais que não haja nada de errado com a nudez, ela não é adequada para todas as situações. Os adultos conseguem ter uma noção boa de quando usar roupas ou não, mas os seus filhos podem ter dificuldade para identificar esses momentos. Converse com os pequenos sobre a importância de se usar roupas em espaços públicos e ajude-os a definir regras. Alguns exemplos:[9]
    • Você pode ficar nu em casa e em locais particulares.
    • Devemos usar roupas ao receber visitas.
    • Devemos usar roupas na escola e no trabalho.
    • Devemos usar roupas em espaços públicos.

Método 3 de 3:
Lidando com problemas em potencial

  1. 1
    Converse sobre as diferenças físicas de forma positiva e educativa. Seus filhos vão notas as diferenças entre os corpos, sejam os órgãos sexuais, os pelos corporais e até mesmo as diferentes formas. Tire as dúvidas deles sobre todos os membros da família, sempre com uma atitude positiva para ensiná-los mais sobre o corpo humano.[10]
    • Por exemplo, se eles disserem "Por que você não tem um pênis?", responda: "Algumas pessoas nascem com pênis, e outras nascem com vaginas".
    • Você também pode ouvir perguntas como "Por que a sua barriga é mole?". Nesse caso, uma boa resposta seria: "Algumas pessoas têm barrigas moles, e outras têm barrigas duras. Os dois tipos são bonitos."
  2. 2
    Ajude seus filhos a responderem perguntas sobre a nudez. Por mais que a nudez familiar seja uma escolha da sua família, nem todo mundo vai entender essa opção. Ou seja, talvez seu filho comece a ouvir perguntas e comentários estranhos conforme envelhece. Fale com os pequenos sobre como ele deve responder essas perguntas, para ajudá-lo a explicar os valores de vocês.[11]
    • Por exemplo, um amiguinho do seu filho pode perguntar: "Não é errado ficar pelado na frente dos pais?". Nesse caso, seu filho pode responder: "Na nossa família, a nudez natural, então não é estranho e nem errado".
  3. 3
    Converse com calma caso seu filho exiba algum comportamento sexual. É normal que as crianças pequenas explorem o próprio corpo, portanto, não se assuste caso seu filho comece a se tocar. Ainda assim, é importante falar sobre o que é aceitável ou não. De forma calma e respeitosa, diga que ele não deve se tocar na frente dos outros e nem tocar em outras pessoas de forma sexual.[12]
    • Por exemplo: "Vi você mexendo no seu pênis mais cedo. Tudo bem querer se tocar, mas só faça isso quando estiver sozinho."
    • Não fique irritado e nem julgue seu filho, ou ele pode achar que a sexualidade é errada.
    Dica: É melhor levar a criança ao médico caso ela continue exibindo comportamentos sexuais repetidamente. Por mais que seja normal reproduzir comportamentos sexuais, talvez seu filho foi exposto a alguma situação imprópria.[13]
  4. 4
    Ensine seu filho sobre os toques apropriados e toques impróprios. A nudez ensina as crianças a ficarem confortáveis no próprio corpo, o que é ótimo. Ainda assim, elas precisam aprender que nenhum adulto (ou outra criança) deve tocar nas partes íntimas delas. Ensine os nomes das genitálias e explique que ninguém pode tocar nelas. Seu filho deve confiar em você e falar caso isso aconteça.[14]
    • Você pode dizer: "O seu corpo pertence a você, e ninguém pode encostar nas suas partes íntimas. Caso alguém faça isso, me conte imediatamente."
    Dica: Você pode explicar que às vezes, um médico pode tocar nas partes íntimas durante uma consulta, mas que esse tipo de toque nunca pode ser um segredo. É importante que o pequeno entenda que não deve ter medo de falar com você sobre essas situações.”
  5. 5
    Nunca mostre material pornográfico para seu filho. Por mais que praticar a nudez familiar seja bom, isso não significa que seu filho deve ver outras pessoas nuas. A pornografia pode confundir a criança sobre o que é natural e o que não é, o que por sua vez pode fazer com que ela explore comportamentos sexuais inadequados antes de estar pronta.[15]
    • Ver fotografias pornográficas pode atrapalhar o discernimento do seu filho sobre o que é nudez familiar e o que é nudez sexual.

Dicas

  • A nudez em família não é nociva para as crianças, desde que os limites de cada pessoa sejam respeitados. Isso pode fazer com que todos tenham uma boa autoimagem e tomem decisões saudáveis quando mais velhos.[16]
  • É normal que os filhos queiram se cobrir mais durante a puberdade. Nesse caso, siga a liderança deles para que todos fiquem confortáveis em casa.[17]

Avisos

  • Tome cuidado ao discutir a nudez em família com as pessoas, pois nem todos podem entender seus valores. Algumas pessoas não conseguem associar o conforto à nudez e nem dissociá-la do sexo.
  • Quando as crianças começarem a ir para a escola, talvez elas queiram parar de praticar a nudez em família. Converse com seus filhos e respeite as preferências deles.[18]

CONVERSAÇÃO

0 comentários :

Postar um comentário

Voltar
ao topo