Alimentação Ecológica


Alimentação que uma necessidade básica de tudo que vive!


O humano atingiu um nível de organização civilizatória e econômica que o permite escolher o que comer não somente para saciar uma necessidade básica, mais por prazer, estreitamento de laços de amizade e ludicidade.
Aqueles que podem escolher como irão se alimentar devem começar olhar e pensar sobre o alimento do ponto de vista holístico.
Como é a cadeia produtiva deste alimento?
Como este alimento agira na nossa natureza, no nosso corpo?
Ao ser cultivado usou agrotóxico?
 Este veneno prejudica as famílias dos agricultores?
Uma vez que predispomos a pagar pelo alimento em embalagens, qual a nossa responsabilidade sobre o envenenamento e poluição do mundo?
O processo industrial é adequado?
Compensar consumir comer carne uma vez que sabemos que a sofrimento desde seres no manejo e abatimento?
Se comemos carne, (afinal tem somos de natureza ovíparos) precisamos fazer festas com a carne e consumir em excesso?
Por que não optamos por orgânicos?
Qual o impacto ambiental dos alimentos que consumimos?
Os alimentos servem, antes de tudo, para nutrir, prevenir e cura de diversos problemas de saúde, deixando, de forma natural o organismo mais forte, limpo e perfeito para a rotina individual de cada pessoa.
Muito mais do que uma simples alimentação devemos esta atentos à saúde, ao aumento da energia vital, e ao alcance da melhor qualidade de vida possível através do equilíbrio do organismo.
Comer ecologicamente é consumir alimentos saudáveis, nutritivos, que não contenham resíduos químicos que prejudique o meio ambiente.
Um dos grandes desafios que encontram as pessoas que pretendem apenas a consumir alimentos ecológicos é superar as idéias e ditos errôneos que são propagandeados que não há lugar para comprar os alimentos ecológicos ou que são caros.
Troca nosso hábitos alimentícios por melhores e mais saudáveis alimentos em relação ao aporte de nutrientes, qualidade alimentícia e diminuição de resíduos químicos, Nem sempre é facial afinal se alimentar é um ato cultural.
Quanto ao preço, isto é muito relativo. Depende muita da área que você mora. Se você tem vizinhança que produz alimentos com certeza conseguirá ovos, verduras, legumes e tubérculos a preço baixo. Poderá também usar cada cantinho do seu quintal, muro escadas, acessos para produzir sua pelo menos parte própria verdura, legumes e tubérculos 
Muitos dos produtos ecológicos encontramos com o produtor local, vizinhos ou nos mesmo pudemos produzir
Para ter una idéia de a diferença de preço entre um produto convencional e um ecológico, saímos no momento que produzimos este texto e comparamos o preço 1 kg de tomates, que estava R$ 8,99 em uma grande rede de supermercado e o que estava sendo vendido a R 6,00 por produtor orgânico.
Sabemos que a diferenças de preço dos alimentos tem variação importante e dependem da oferta, tipo e outros fatores, mas a pequena experiência que fizemos mostra a viabilidade de comprar produtos orgânicos.
Nossa maior dificuldade foi em localizar o produtor de orgânico local, então fica a dica comece a mapear todo que produzem alimentos perto de sua casa. Pode ser até o vizinho

Quando pesamos no custo de alimentos agro industrializados, devemos pensar também em todas as variáveis.
Quanto custa a sua saúde sua de seus filhos, família? A saúde não tem preço. Ou melhor, tem e é o alto custo de convênios, remédios e hospitais. Então por que não cuidar de sua saúde continuamente, diariamente, escolhendo o que vai ingerir para não ingeri remédios depois?
O modelo venda e preços de alimentos são conduzidos por corporações, distribuidores e grandes supermercados e investidores que controla o valor dos alimentos especulando no mercado financeiro. O investidor compra através do mercado de futuro, letras de determinada safra, apostando que o valor estará maior na época da colheita e isto inflaciona toda a cadeia de alimento continuamente.
Mesmo assim alguns estudos econômicos indicam aumento significativo de alimentos ecológicos, este aumento se deve a popularidade que vem obtendo o mercado ecológico. Consumidores começam a serem mais favoráveis detrimento à agricultura convencional e passam a trocar parte dos produtos que consomem pelos ecológicos e orgânicos e os lugares onde são expostos estão cada vez mais acessíveis.
Afinal, como nos demais setores sectores, há uma adaptação e regulação pela lei da oferta e a procura, fazendo que o mercado se adapte incorporando os produtos ecológicos e orgânicos.
Algumas grandes redes de distribuição têm se empenhados em a estabelecer uma linha de produtos ecológicos e orgânicos com objetivo de não perder mercado. Cada vez é mais habitual encontrar alimentos ecológicos nos  supermercados,  supermercados líderes já  dispõem  de secções  dedicada exclusivamente a produtos ecológicos ou orgânicos
Alimentos ecológicos em relação os demais tem melhores nutrientes, pois produtos químicos reagem com as vitaminas naturais da planta como vitaminas C, E A tem a possibilidade melhorar nossas defesas  contra certas  enfermidades. Produtos químicos também reagem com os  fenóis naturais das plantas que são capazes de prevenir enfermidade como o câncer   neurodegenerativas e  cardiovasculares.
Outra  importante diferença é a existência   os  microorganismos resistentes  a  antibióticos que possuem os  alimentos convencionais e que contem carne, que estão  preocupando médicos, devido  utilizassem de antibióticos em grande escala na criação convencional  que podem complicar certo  nos tratamentos de humanos.
Produtos ecológicos precisam menor quantidade de defensivos agrícola e diferentes estudos  demonstram  que devido  o efeito de agrotóxicos de  inseticida e pesticida utilizados na  produção  agrícola convencional, que causam efeitos negativos nas funções cognitivas como a memória, atenção, planejamento, aprendizado, orientação, linguagem, famílias  de agricultores estão exposto  a estes  químicos.
Estes efeitos podem ser minimizados ser consumo de alimentos ecológicos, especialmente durante a gravidez e a infância. Um dos  principais motivos defendido  pelos  produtores  ecológicos é  precisamente una menor quantidade  de resíduos  tóxicos produzidos e o não envenenamento de suas famílias
Em visita a uma plantação de morango em Atibaia, percebemos que fora dado as criança morangos menores e comentamos ao  agricultor sabiamente selecionava  maiores para vendas, os agricultor respondeu que teria medo de dar os morangos maiores a seus filhos  devidos o excesso de pulverização que recebiam para ficarem com aquela qualidade e tinha uma horta familiar para produção de morango para consumo próprio.
Estudos  realizados em já 1940 comprovam  que seu sistema imunológico fica mais forte após anos de consumos de produtos ecológicos
Alem dos  benefícios individuais, outro grande fator que devemos levar em conta que o nosso apetite não pode ser maior do que a nossa responsabilidade com o planeta
Proteja o Planeta!
1.       Reutilize.
a.       Leve uma sacola reutilizável para sua ida ao supermercado
2.       Reduza.
a.       Não compre a garrafa PETI ou objetos de plásticos, se comprar reutilize.
b.      Coma mais do mesmo. O nosso feijão com arroz, legumes e salada e são saudáveis  e mais ecológico pizza ou lasanha pronta.
c.       Coma mais legumes do que outras categorias de comida e você causará menor impacto no planeta e no seu corpo.
d.      Coma cru.
e.      Faça com postagem

3.       Procure por produtos com um mínimo de embalagem,
a.        O excesso de embalagem em geral é desperdiçado, e o plástico e isopor poluem demais
b.      Beba água filtrada de uma garrafa reutilizável. Não há garantia que a água engarrafada é mais segura.
4.        Compre consciente:
a.       O  dinheiro é seu e você que escolhe quais praticas  de produção de alimentos quer bancar.
b.      Compre alimentos produzidos próximo de você
c.       Prefira selos orgânicos  certificados.
d.      Compre produtos agrícolas da estação
5.       Preserve.
a.       Aprenda a fazer compotas e geléias, não deixe a frutas estragarem
b.      Plante  de temperos e hortaliças, mesmo que você more numa quitinete poderá produzir em vasos.
c.       Envolva a família e vizinhos e assim poderão trocar hortaliças entre si.
6.       Carne:
a.       Coma menos. Toda carne produzida de maneira industrializada tem impacto sobre o ambiente. Reduza a quantidade de carne que você come, mude para carne de espécies que causam mesmo impacto.
b.      Não faça festa com carne, toda a espécie sofre ao morrer.
c.       Seja orgânico. Carne de frango ou gado produzido organicamente tem menos antibiótico e hormônios. Isso também ajuda a reduzir o impacto desses produtos no ambiente na sua saúde.
d.      Seja anti-antibióticos. Esses produtos afetam a saúde dos animais e, por conseqüência, a sua própria saúde e da sua família
7.       Pescados:
a.       Prefira os produzidos  fazendas de pisciculturas
b.      Não compre carne de  espécies estão ameaçadas ou em período de reprodução.
8.       Pense a na possibilidade de eliminar o consumo de carne. Converse com o seu medico ou nutricionista.
.


CONVERSAÇÃO

0 comentários :

Postar um comentário

Voltar
ao topo